segunda-feira, 28 de maio de 2012

Entrevista com Marcio Scheibler

A entrevista da vez é com o escritor gaúcho Marcio Scheibler. Ele é autor de dois romances policiais publicados pela Editora Zum: "Cicatrizes de um segredo" e "Irresistivelmente Fatal". Confiram:



Nome completo – Marcio Vinicius Scheibler

Data de nascimento – 04/09/1983

Naturalidade – Santa Cruz do Sul (RS)

Grau de formação – Superior em Administração

Profissão – Servidor público municipal/agente administrativo


Ygo: Primeiramente, apresente-se para os leitores do blog.
Marcio: Fã de literatura, futebol e rock n' roll, além das informações citadas acima nos dados básicos. Um autor que busca seu espaço no mercado literário com simplicidade e sem atropelar os demais, pois é a união que traz os resultados positivos em qualquer trabalho.

Ygo: Você é autor de dois romances policiais: “Cicatrizes de um segredo” e “Irresistivelmente Fatal”. Como surgiu o interesse para escrever histórias do gênero?
Marcio: Na infância conheci as histórias de Arthur Conan Doyle, Agatha Christie e Marcos Rey, que passaram a ser minhas inspirações para, futuramente, me envolver na escrita do gênero policial. Praticamente todo mundo fica curioso para saber o final de uma história de mistério. Quem é o ladrão? Quem matou? No meu caso a vontade foi maior e hoje posso me orgulhar de ser um escritor.

Ygo: Seus dois livros foram publicados pela Editora Zum. Você teve dificuldade para lançá-los?
Marcio: Nesse ponto não tive muitas dificuldades, ao contrário da maioria dos autores. A editora é da minha cidade e o contato se deu de maneira tranquila. O primeiro texto que apresentei a ela não foi o que se tornou o meu primeiro livro. Como era muito curto, indiquei que havia outro texto em construção e foi esse que virou o livro CICATRIZES DE UM SEGREDO. Passou de dois anos o tempo desde a apresentação do texto pra editora até o lançamento oficial.

Para saber mais detalhes sobre o livro "Cicatrizes de um segredo", clique aqui.

Primeiro livro de Marcio Scheibler
Ygo: Nas duas histórias o detetive Otávio Medeiros está presente. Como foi o processo de criação desse personagem?
Marcio: Arthur Conan Doyle criou Sherlock Holmes e Agatha Christie criou Hercule Poirot. Resolvi criar meu próprio detetive, mas não tão caricato e marcante quanto esses que citei. O nome foi escolhido aleatoriamente, assim como suas características.

Ygo: Você pretende inserir o detetive Medeiros em histórias futuras?
Marcio: Ainda não pensei a respeito, mas a tendência é que sim. Quem sabe torna-se um personagem tão inesquecível a ponto de fazer parte da história da literatura policial brasileira e mundial.

Ygo: No Brasil as pessoas valorizam muito os livros estrangeiros. Você acha que existe preconceito contra os autores nacionais?
Marcio: Preconceito existe, mas aos poucos vai diminuindo. Já participei de eventos onde uma pessoa estava com um livro na mão e, quando alguém dizia que era de autor local, colocava imediatamente o livro de volta no balcão. Parece que só as coisas de fora são boas. Depois que me tornei escritor tive o prazer de trocar inúmeras obras com autores nacionais e comprovei a qualidade de nossos literatos. Muitas editoras investem apenas em livros estrangeiros já consolidados. O motivo é óbvio: retorno praticamente garantido. Os autores nacionais saem do zero e isso dificulta a propagação do seu trabalho, tanto na divulgação quanto nas vendas e no reconhecimento.

Ygo: Depois que os seus livros foram publicados, você alguma vez teve vontade de modificar algo neles?
Marcio: Depois que o autor vê seu livro impresso, torna-se crítico do próprio trabalho. Duvido que algum autor tenha ficado 100% satisfeito com a obra que escreveu. Algum detalhe, por mínimo que seja, ele alteraria. Isso se deve, principalmente, ao fato de as pessoas estarem em momentos emocionais diferentes ao longo do tempo. Se estamos num momento feliz, a história tende a ser alegre. Se estamos tristes, a trama tem elementos depressivos. Isso não vale só para a literatura, mas também para as artes, música, etc.

Para saber mais detalhes sobre o livro "Irresistivelmente Fatal", clique aqui.

Segundo livro de Marcio Scheibler
Ygo: Qual foi o papel da internet na divulgação dos seus trabalhos?
Marcio: Imprescindível. Não há como discutir que a internet é o melhor meio de divulgação de qualquer coisa hoje em dia. O contato proporcionado com editores, livreiros, leitores e autores não tem preço. Cada pessoa que você consegue atingir com seu trabalho torna-se importante, pois a partir dela seu nome pode irradiar-se para inúmeros lugares.

Ygo: Quais as suas dicas para quem pretende escrever romances policiais?
Marcio: Primeiramente, conhecer os principais autores do gênero: Agatha Christie, Arthur Conan Doyle, Edgar Allan Poe, Sidney Sheldon, George Simenon, Patrícia Cornwell, etc. Apenas evite copiar o estilo deles. Use-os como base, mas crie seu próprio estilo. Outra dica que dou é ler sobre ciência forense, que pode ser vista no seriado CSI. Além de tudo isso, muita perseverança e vontade de escrever.

Mergulho Rápido

Ygo: Uma palavra...
Marcio: Liberdade!
Ygo: Rock n’ roll...
Marcio: Paixão!
Ygo: Alguém especial...
Marcio: Minha namorada Caroline!
Ygo: Um lugar... 
Marcio: Qualquer um onde posso relaxar!
Ygo: Agatha Christie...
Marcio: Inspiração!
Ygo: Uma comida...
Marcio: Churrasco!
Ygo: Amizade...
Marcio: Laços eternos!
Ygo: Deus...
Marcio: Energia!



Outras entrevistas aqui do blog "Mergulhando Na Leitura".


Ygo Maia

4 comentários:

  1. Ygo parabéns eu tenho dito que precisamos valorizar nossos autores, temos muitos bons autores
    infeliz há mais espaços a autores estrangeiros do que espaço aos nossos autores, você está de parabéns!!!!
    Ygo precisamos também dar espaço a nossa poesia...este gênero precisa de nosso apoio,
    Hoje se fala muito em sustentabilidade os autores nacionais precisam de nosso apoio
    Você está fazendo sua parte, forte abraço muito
    obrigado por sua atenção, bons estudos e tudo de
    bom pra você. vá em frente!

    ResponderExcluir
  2. Parabenizo pela iniciativa e desejo que você continue com este trabalho em promoção da cultura.

    Este blog é top!

    Concordo com o J.Aguiar, a poesia precisa do nosso apoio.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Olá Ygo.
    As duas postagens foram divulgadas no Teia.
    Até mais

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado pelo espaço no blog. Só faltou você ter me avisado que tinha postado...rsrsrsr...abraços

    ResponderExcluir

AGORA QUE VOCÊ JÁ MERGULHOU NA LEITURA, DEIXE O SEU COMENTÁRIO. ELE É MUITO IMPORTANTE PARA O CRESCIMENTO DO BLOG. OBRIGADO!!!

Obs.: comentários ofensivos serão deletados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...